sábado, 10 de setembro de 2016

Subsidio CPAD pre- adolescentes as promessas


  AS PROMESSAS DE DEUS SUBSIDIO ADOLESCENTES
                                              n.12



                                         Escritor MauricioBerwald

“Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós.”  (2Co 1.20).
A QUEM DEUS FEZ PROMESSAS NAS ESCRITURAS?

Deus se revela em fidelidade e confirma todas as suas palavras com a integridade de seu ser perfeito (Rm 4.21, 2Co 7.1, 2Pe 1.4). Ele abençoou a várias pessoas na Bíblia, fazendo-lhes promessas maravilhosas, e cumprindo-as de maneira plena.

Ele prometeu ao primeiro casal, Adão e Eva, após o pecado, que enviaria o descendente da mulher para “esmagar a cabeça da serpente” (Gn 3.15). Fez promessas de salvação a Noé e que não mais haveria de destruir a terra com dilúvio, colocando o arco-íris nos céus como prova de sua aliança com os homens (Gn 9.11-17). Fez promessas a Abraão, Isaque e Jacó, dizendo que lhes daria a terra de Canaã, na qual eles estavam habitando, como herança para sua descendência (Gn 12.7, 24.7, 26:3, 28.13).

Prometeu a Moisés que tiraria seu povo da escravidão do Egito com mão forte e grande poder (Ex 7.4). Falou a Josué que entregaria os inimigos em suas mãos (Js 1.5) e que as tribos formadas pelos filhos de Jacó, ou Israel, receberiam a Terra Prometida, como herança de Deus para eles e seus filhos (Js 14.5). Prometeu a Davi um descendente que se assentaria para sempre em seu trono e governaria eternamente (2Sm 7.16).

E ficaríamos horas a fio, narrando histórias bíblicas, cheias das promessas de Deus, que foram cabalmente cumpridas na vida de seu povo.

Todas as promessas de Deus no VT apontavam para Cristo que viria para trazer salvação aos homens.

QUAIS AS PROMESSAS QUE DEUS FEZ A ABRAÃO E O QUE ELAS NOS ENSINAM?

Deus chamou um homem da cidade de Ur dos Caldeus, cujo nome era Abrão. Possivelmente ele era um comerciante próspero e, juntamente com seus pais, usufruía de um conceito de honra em sua cidade natal. Entretanto, em determinada ocasião, descrita nas escrituras no capítulo 12 de Gênesis, Abrão teve um encontro marcante com Deus. O Senhor lhe pediu três coisas: que saísse de sua terra, de sua parentela e viesse para uma terra desconhecida que Ele lhe haveria de mostrar (Gn 12.1-3).

E Abrão obedeceu. Por causa de sua obediência, o seu nome foi mudado para Abraão, que significa “pai de muitas nações”. Deus lhe fez promessas importantíssimas e que se cumpriram e continuam se cumprindo nas gerações dos descendentes de Abraão:

1. A promessa de tornar-se uma grande nação;
2. De ter o seu nome engrandecido por Deus;
3. E ser uma bênção;

Além disso, Deus lhe prometeu abençoar aos que o abençoassem, amaldiçoar aos que o amaldiçoassem e, a maior de todas as bênçãos: “em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gn 12.2-3).

Abraão tem duas descendências: uma terrena e outra celestial. Os seus filhos terrenos (comparados aos grãos de areia, Gn 13.16, Is 48.19) que receberam o seu código genético, o povo judeu (de Israel), e os seus filhos espirituais (comparados por Deus às estrelas dos céus, Gn 22.17), isto é, os que também cressem em seu Deus e se tornassem, pela fé, “filhos de Deus”.

As promessas feitas a Abraão são para as duas descendências: para Israel e para a Igreja. E todas essas promessas se cumprem no Espírito Santo habitando em nós (Gl 4.6-14).

Observe que tudo o que o homem precisa para se realizar em sua vida é concedido pelo Espírito Santo (alegria, paz, bondade, etc, Gl 5.22-25).

Os nossos relacionamentos com as pessoas e com Deus somente podem ser plenos no poder do Espírito Santo, não é verdade?

PROMESSAS EM JESUS

QUAIS AS PROMESSAS QUE JESUS FEZ PARA OS QUE O SEGUISSEM?
Jesus chamou os seus discípulos para deixarem tudo e segui-lo (Mt 9.9). Eles entrariam em um novo estilo de vida completamente diferente do mundo. Enquanto todos buscavam as riquezas e os prazeres mundanos, o cristão (ou seguidor de Cristo) estaria buscando as coisas do alto (Cl 3.1-4), tendo uma vida na prática do mais alto padrão de amor e santidade (Mt 5, 6 e 7 – ética cristã no sermão do Monte).

VEJA ALGUMAS DE SUAS PROMESSAS:
Jesus não veio nos trazer uma vida de “mar de rosas”. Ele disse que teríamos aflições, mas nos prometeu vitórias sobre as dificuldades (Jo 16.33).

Há uma cruz para carregar na vida cristã (Mt 10.38, 16.24), mas há uma coroa para os que perseverarem e amarem realmente ao Senhor (2Tm 4.8).

Jesus nos prometeu estar presente e atuante em todos os nossos dias, “até a consumação dos séculos” (Mt 28.20).

No NT temos a explicação do Evangelho nas Cartas de Paulo, de Pedro, João, Tiago e Judas, onde as promessas do Senhor são analisadas e colocadas diante do crente para experimentarmos a realidade de seus efeitos. Jesus disse: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." (Jo 14.27). Esta é uma promessa fiel e que experimentamos nos nossos relacionamentos e nos momentos mais difíceis da vida.

QUAIS SÃO AS PROMESSAS DE DEUS PARA O NOSSO FUTURO?

Deus nos deu a salvação em Cristo (Jo 3.16). Em sua morte substitutiva, ali na cruz (Rm 5.8), Ele nos perdoou os pecados 1Co 15:3) e nos transportou para “o reino do Filho do seu amor” (Cl 1.13). Isto quer dizer que, quando recebemos a Jesus como nosso salvador e cremos Nele, passamos a ser “filhos de Deus” (Jo 1.12) e a fazer parte da “família de Deus” (Ef 2.19). O Espírito Santo vem habitar em nós e nos guia a toda a verdade (Jo 16.13).

Mas Jesus prometeu que viria para buscar a sua Igreja (Jo 14.3), o seu rebanho comprado com seu precioso sangue (1Pe 1.18-19). Aguardamos a volta de Jesus aqui na Terra (At 1.11). Ele nos deu sinais da sua volta: haveria terremotos, fomes, pestes, guerras e rumores de guerras, violência, imoralidade e perversão como nos dias de Noé e de Sodoma e Gomorra (Mt 24 e 25, Lc 21.7-36).

As Escrituras nos falam sobre o arrebatamento da Igreja (1Co 15.51-54). Jesus virá buscar sua “noiva” para habitar para sempre em sua presença (1Ts 4.13-18). Para desfrutar de sua amada companhia para sempre. Quando Ele vier e contemplarmos sua face, seremos revestidos de sua glória e nos tornaremos semelhantes a Ele, em santidade e pureza (1Jo 3.1-3). Precisamos estar preparados para esse dia glorioso, em vigilância e oração, buscando viver de modo digno da nossa vocação (Lc 21.36).

QUAL SERÁ O PRÊMIO PELA PERSEVERANÇA E FIDELIDADE DO CRISTÃO?

A perseverança é adquirida nas vitórias sobre as provas e tentações na vida (Tg 1.2-4). Temos a garantia do Senhor de que não seremos tentados acima de nossas forças, pelo contrário, teremos o escape dado por Deus em todas elas (1Co 10.13).

O Senhor nos promete galardões (Ap 2.7, 11, 17, 26-28, 3.5, 12 e 21) e a Bíblia nos fala de coroas para os vencedores. Nas competições olímpicas dos atletas do passado, os vencedores eram aclamados com coroas tipo “grinaldas”, feitas de folhas de louro ou carvalho trançadas (stephanos). Eram coroas “corruptíveis” (1Co 9.25), como nos diz Paulo, ou seja, coroas passageiras, que envelheciam e ficavam feias. Mas o galardão que aguarda o cristão perseverante e fiel é permanente e eterno.

Vejamos algumas “coroas” prometidas nas Escrituras aos servos de Deus, isto é, para todos nós, que cremos em Cristo e lhe entregamos verdadeiramente nossas vidas:
1. A coroa da justiça: prometida aos que completam a carreira e amam a vinda do Senhor (são fiéis até o fim) 2Tm 4.8;
2. A coroa da vida: prometida aos que perseveram e suportam a tentação (Tg 1.12), e aos crentes que são fiéis até a morte (Ap 2.10);
3. A coroa de glória: prometida aos líderes que executam o seu serviço com humildade e boa vontade (1Pe 5.4);(IG. BAT.FONTE LAGOINHA).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAZ DO SENHOR

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.