quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Historia dos grandes avivamentos (N.2)

             


                          A LIDERANÇA DA RUA AZUZA
                                  Artigo Mauricio Berwald




 O irmão seymour foi aceito como lider nominal.Mas não havia papa ou hierarquia.Eramos todos irmãos.Não tinhamos progamas humanos.O SENHOR MESMO LIDERAVA .,não havia uma classe sacerdotal.Estas coisas surgiram depois ,a medida que o movimento se distanciou .No  principio não tinhamos nem plataforma ,nem pulpito.Todos estavam no mesmo nivel.Os ministros eram servos na verdade concepção da palavra.Não homenageavam os homens pelo que tinham a mais de recursos ou instrução ,mas pelos dons que DEUS lhes dera.O irmão Seymor geralmente ficava sentado atras de duas caixas vazias uma em cima da outra.Usualmente mantinha a cabeça dentro de uma delas,durante o culto em oração.Não havia orgulho aqui.OS cultos eram quase que continuos   .Almas sequiosas podiam ser encontradas sob o poder de DEUS quase a qualquer hora de dia ou de noite.Nunca o local estava fachado ou vazio.O povo vinha encontrar-se com DEUS,ele estava ali;por isso a reunião era continua e não carecia de liderança.

FRANK B." A presença de DEUS tornava-se mais e mais maravilhosa.Naqueles antigo prédio de teto baixo e piso descoberto.O orgulho  e a auto afirmação  a auto importancia e a auto estima não podiam sobreviver ali .o ego religioso  pregava rapidamente seu pŕopio sermão de aniquilação.Nenhum, assunto ou pregação  era anunciado de antemão e nenhum pregador especialista para essa hora.Ninguem sabia o que queria acontecer e nem o que DEUS faria.Tudo era esponteneo ,comando pelo ESPIRITO.QUERIAMOS OUVIR DEUS ATRAVEZ DE QUEM ELE FALASSE.!Não faziamos acepção de pessoas .Os ricos e cultos eram iguais aos pobres ,ignorantes ,e eram  muito mais dificil para aqueles morrerem.Só reconheciamos a DEUS,todos eram iguais.Nenhuma pessoa poderia gloriar-se na sua presença,,e ele não podia usar quem tivesse opiniões própias.Eram reuniões do espirito santo ,guiadas pelo SENHOR.

 O  avivamento tinha de começar num ambiente humilde para o elemento egoista  e humano não encontrasse...Todos caiam a seus pés com humildade.todos  se assemelham e tinham tudo em comum ,neste sentido pelo menos. O teto era baixo e por isso as pessoas altas deviam dobrar-se.Ao chegarem a azuza já tinham se humilhado ,e estavam preparadas para  as bençãos .Aforegem estava preparada para ovelhas ,,todos podiam alcança-las.As reuniões começavam espontaneamente com testemunhos,louvor e adoração.Os testemunhos nunca eram apressados pela agitação do homem.Não tinhamos um progama preestabelecido que tinha de ser empurrado de qualquer maneira.Nosso tempo pertencia a DEUS,tinhamos verdadeiros testemunhos vindos com experiencias,se não for assim,,quando menores forem os testemunhos melhor é.Uma duzia de pessoas as vezes estavam de pé tremendo sob o poder DEUS.Não precisavamos que um lider nos indicasse o que fazer,mas também não havia desordem.Estavamos absorvidos em DEUS nas reuniões atravez da oração.As nossas mentes estavam voltadas exclusivamente para ele e todos lhe obedeciam com mansidão e humildade,em honra nos ..... uns aos outros (rm12:10).

FRENK B."O senhor podia irromper atravez de qualquer de um.Oravamos por isso .Alguem finalmente ficava de pé ungindo com a menssagem .Todos reconheciam isso e permitiamos que acontecesse.Podia ser uma criança ,um homem ou mulher.Podia ser do banco da traz ou da frente,não fazia diferença.regozijavamos na obra  do SENHOR,ninguém  queria aparecer,só penssavamos em obedecer ao SENHOR.N a verdade havia uma tal atmosfera divina que só um tolo se colocaria de pé sem verdadeira unção.e mesmo assim açao duraria muito.As reuniões eram controladas pelo ESPIRITO diretamente do trono da graça.Verdadeiramente foram dias maravilhosos "..

                  DEUS TRATA COM O BATISMO NO ESPIRITO SANTO

                                                     FRANK .B.

  Homens presunçosos as vezes apareciam em nosso meio,especialmente pregadores que tentavam espalhar suas própias idéias,porem duravam pouco,ficavam sem folego ,suas mentes vagavam ,não podiam continuar,nunca vi ninguém que tivesse tido sucesso naqueles dias;lutando contra o pŕopio DEUS.Ninguem precisa interrompe=lo ,simplesmente ORAVAMOS SE O ESPIRITO SANTO FAZIA O RESTO"Queriamos que o ESPIRITO controlasse tudo,ele os confundia logo.Eram carregados para fora os mortos espiritualmente falando.Geralmente  se humilhavam até o pó ,passando o mesmo processo pelo qual passaremos.Em outras palavras .eram esvaziadas de si mesmo;depois se viam com todas as suas fraquezas e com humildade de criança confessava tudo;DEUS os  "ENTÃO  TRANBORDAVA -OS PODEROSAMENTE ATRAVEZ DO BATISMO NO ESPIRITO SANTO""O VELHO HOMEM MORRIA".COM TODO SEU ORGULHO E ARROGANCIA E  BOA OBRA".No meu começo diz frank b.passei não me suportar.,supliquei a DEUS que colocasse uma cortina entre mim e meu passado ,de tal forma que apagasse até mesmo as minhas derradeiras ações.

O senhor mandou que esquecesse cada boa ação como se nunca tivesse realizada;e que prosseguisse adianta como se nunca tivesse feito nada para ELE para que as minhas obras não tornassem uma armadilha contra mim mesmo.Viviamos coisas maravilhosas naqueles dias .Até homens muito bons chegaram a desprezar-se quando viam a luz mais clara de Deus.OS pregadores é que custavam a se entregar,tinham muito para entregar a morte,tanta fama de boas obras ,quando entretanto ,DEUS finalizava sua obra neles com alegria viravam uma pagina e começavam outro capítulo.Portanto havia uma razão para ele lutarem tanto .a morte não é uma razão para eles lutarem tanto ,a morte não é uma experiência agradavel ,e os homens fortes custam a morrer.

O irmão ansel post diz Frank b. um pregador batista estava sentado numa cadeira no meio da sala numa reunião a noite ,de repente veio sobre ele o ESPIRITO SANTO,deu salto e começou a louvar a DEU Sem linguas abraçando todos os irmãos que pode,estava cheio do amor  de DEUS,mais tarde foi para egito como missionario.


 Estamos no seculo do centenário só pentecostalismo em solo brasileiro ,sem dúvida alguma o maior movimento de renovação da história da igreja.Nesses mais de cem anos de história é possível percebemos que o pentecostalismo se distingue dos demais movimentos de renovação da igreja graças a sua própria identidade-a doutrina do batismo no ESPRITO SANTO.Foi a  crença de que os crentes poderiam viver a mesma experiência dos primeiros anos do seculo 20 ,o movimento pentecostal.O pentecostalismo é uma prova inquestionavel de que as palavras de Jesus ,registradas nos evangelhos (jo14:16,26;15.26;16.7).(rev.manual do obreiro cpad).

 Aqui faremos uma exposição sobre o que consideramos ser o o principal fundamento pentecostal,isto é a doutrina do batismo .Mas diferente de uma anualize de natureza puramente subjetiva,desejo fazer uma reflexão sobre essa importante doutrina a partir do seu lado pratico e evidente.Posteriormente iremos anualizar alguns dos mais importantes pressupostos dessa identidade pentecostal.Como todo movimento que causou impacto na historia ,o pentecostalismo também possui seus atores e seus ícones.Sem dúvida os nomes de frank bartleman ,donald gee,para citar a primeira e segunda geração ,são verdadeiros icnes dessa história.Em um momento em que o pentecostalismo parece se afastar e até mesmo querer renunciar sua principal identidade ,faz -se necessário passarmos a nossa história em revista.


                                           FRANK BARTLEMAM


Frank bartlemam (1871-1936)foi um importante evangelista do movimento de santidade norte americano que recebeu noticias do avivamento no pais de gales,ocorrido em 1904,,passando a dedicar a sua vida a orar e publicar livros e folhetos conclamando outros a orar e buscar um avivamento para cidade de los Angeles,califórnia.No seu livor Azuza:a historia do avivamento ,ele narra sua experiência pentecostal do batismo no Espirito santo."no dia 16 de agosto (1906),á tarde ,o Espirito Santo se manifestou atravez de mim,por meio das linguás .Estávamos em sete ,naquela ocasião.Era um dia de semana.

Apos alguns testemunhos e louvor ,tudo ficou quieto,e eu andava silenciosamente de um lado parado ou ,louvando ao Senhor no meu espirito.De repente ,uma vos forte falando em uma língua que eu não conhecia.Mais tarde ,ouvi sobre uma experiencia semelhante na índia.Parecia arrebatar-me e satisfazer totalmente toda a tendencia ao louvor que estava presa dentro de mim.Em poucos instantes ,encontrei-me com algo que independia de minha vontade própria ,enuviando com minhas cordas vocais os mesmos sons que antes ouvira .Era a continuação exata do que eu ouvira alguns minutos.Parecia-me língua perfeita ,senti-me como um espectador.

Entreguei -me inteiramente a Deus e fui com simplicidade carregado por SUA vontade,como por um riacho divino.Eu poderia ter me calado se quisesse ,mas não o faria por nada neste mundo.Uma sensação de consiencia celestial se seguiu.E impossível descrever a experiência com precisão .Deve ser expirimentada para ser apreciada.Não houve esforço de minha parte para falar ,e nem a menor luta contra este fluir espontâneo.A experiência era sagrada: O ESPIRITO SANTO  tocava nas minhas cordas vocais como uma harpa sendo tangida pelo vento.Tudo que foi dito foi completa surpresa para mim,pois nunca me esforçava para falar em línguas.PELO contrario ,porque eu não podia compreende-las com minha mente natural,tinha até medo da experiência.Este foi relato da experiência de Frank Bartlemam (1871-1936) .(notas rev.manual do obreiro cpad)



                             EXPERIÊNCIA DO PASTOR DONALD GEE
    

 Por outro lado ,Donald gee (1891-1966),foi pastor ,escritores um dos maires lideres renomados do pentecostalismo britânico.GEE se tornou-se um dos maires mestres dentro do movimento pentecostal,tendo escrito vários livros sobre os dons espirituais.GEE descreveu sua experiência pentecostal da seguinte forma:"numa noite de quarta feira em março de 1913,toquei orgão no culto de meio de semana na igreja congregacional(que terminava as 21h pontualmente),e depois corri para desfrutar do restante de reunião de highbury new park).

Depois do termino da reunião (aproximadamente ás 22:30min),o irmão que vinha dirigindo o culto ,um respeitável pastor irlandês,colocou-me á prova numa espécie de catecismo .-Tem certeza da salvação?-sim-já é batizado?sim.-já é batizado com o ESPIRITO SANTO?-não-porque não?expliquei lhe a minha versão a "espera"que pareciam uma eternidade.Ele incentivou-me dizendo que isso não era necessário.E,abrindo a sua bilbia ,leu para mim lucas 11:13,e depois marcos 11:24.

Então perguntou-me se eu acreditava nesses versículos.Garaebti-lhe que sim,e no momento em que demonstrei-lhe minha fé ,era como se Deus jorrasse do céu para o interior do meu coração ,uma certeza absoluta de que essas promessas esatavam sendo realmente cumpridas em mim.Não tive uma manifestação imediata,mas fui para casa tremendamente feliz,tendo já recebido o batismo com o ESPIRITO SANTO"pela fé",compreendi nitidamente ,entretanto ,fato de que nessa experiência eu havia crido na Palavra DE DEUS,porque tratava-se de manifestação bíblica do Espirito Santo,como no livro de atos e,assim,eu cri totalmente e não pensei em mais nada.Desde aquele instante ,minha alegria e satisfação foram intensas,até que aprendi ,com dificuldade como expressar_me na oração e louvor.Certeza de que Deus havia cumprido de fato sua promessa dava-me convicção.Expirimentei  uma nova plenitude acima das palavras,e descobri que tornava -me cada vez mais dicificil adequar minha voz todo o louvor existente em minha alma.

Essa situação continuou duranta duas semanas aproximadamente,e então ,numa noite ,quando estava orando sozinho ao lado de minha cama antes de dormir ,,e quando novamente não encontrei nenhuma palavra em inglês adequada para expressar o transbordamento de minha alma ,descobri que estava começando a balbuciar palavras em uma nova língua .Eu estava numa de êxtase espiritual ,e lancei-me inteiramente no SENHOR .Pela primeira vez,eu ,pessoalmente senti a experiência registrada em 1 cor 14.2.Um louvor crescente afluía agora em minha alma também nas reuniões ,até que comecei a falar em outras línguas publicamente.Cantava muito em outras línguas também quando a pequena congregação era visitada pelo ESPIRITO SANTO a esse fim durante nossos momentos de oração e adoração.Toda minha experiência cristã foi evolucionada.Eu não procurava mais aqui e ali por benção espiritual-eu havia recebido.Todo meu prazer estava na oração,no estudo da bíblia e na comunhão dos irmãos  em Cristo."(notas rev.manual do obreiro cpad).



                                           STANLEY HORTON 


 O que bartlemam  e gee foram para o pentecostalismo clássico nos seus primeiros anos ,Stanley Horton 1916 o é para atual geração .Horton é neto de Élmer Fischer ,um dos pioneiros do movimento pentecostal,e  é considerado um dos maiores teólogos das Assembleia de Deus norte americana.Em seu livro o avivamento pentecostal as origens e o futuro do maior movimento espiritual de todos os tempos ,relatou sua experiência pentecostal"quando eu tinha 14 anos ,Horton ,meu irmão mais novo e eu passamos o verão com minha tia Ruth ,irmã de minha mãe ,e seu marido ,Wesley r.steelberg ,,pastor da Assembleia de DEUS  em sacramento.Certa vez ,na convenção dos embaixadores pentecostais para cristo ,fui a frente orar com os outros jovens.A presença do Senhor tornou-se tão real que desliguei-me de tudo ,perdendo a noção do tempo.Finalmente um homem bateu no meu ombro e perguntou;você esta bem?As luzes estavam quase todas apagadas ,as pessoas já tinham ido embora,mas não recebi o batismo no Espirito Santo,talvez eu estivesse um pouco hesitante,devido a um fato ocorrido quando eu tinha oito anos.

    Em resposta ,o Senhor faça-me-me lembrar de meu avo,Samuel Horton fez uma delicada operação .Ele tinha 75 anos de idade.No ano de 1936 recebi o batismo no Espirito Santo.O mesmo Espirito Santo tornou Jesus bem real para mim.Pude sentir o seu toque e a sua presença como nuca antes na minha vida.Porém ,com havia falado  apenas algumas palavras em línguas e ainda não totalmente estabelecido da experiência anterior ,comecei a peguntar-me se o que eu havia recebido era realmente o que buscava.Na noite seguinte ,prostei-me diante do altar em oração ,ninguém acercou-me de mim para orar em meu favor ,porque eu já era batizado.Aquilo poderia ter sido um equivoco.As pessoas batizadas precisavam ser encorajadas a prosseguir.Não obstante ,eu disse "Senhor;-se há  nisso ,então eu o desejo." imediatamente ,abri-me uma torneira.E as línguas jorraram.Por quase duas semanas não me foi possível  falar em inglês"(nota revista,manual do obreiro cpad). 


REGISTROS DA HISTÓRIA DA IGREJA DEMONSTRAM O ATUALIDADE OU CONTINUIDADE DOS DONS ESPIRITUAIS E O BATISMO NO ESPIRITO SANTO.  
                   
Emilio Conde justificou a escolha do título do livro lançado em 1951,O TESTEMUNHO DOS SECULO CPAD,asseverando que na história da igreja encontramos os seculos dando testemunho de que esta obra não sofreu solução de continuidade.Sempre houve cenas mais ou menos iguais as do dia de pentecostes.Quando  e onde  houve um ou mais crentes rendidos ao Senhor e desejos de se submeter inteiramente a ELE,foi lhe e é propicio o recebimento do batismo e os dons.O historiador  lucas registrou  que o apostolo pedro pregou para multidão atônica no dia de pentecostes ,atos 2:38.Mais adiante em seu livro atos dos apóstolos lucas descreve que os crentes que a acompanhavam pedro na casa de cornélio ,em Cesaréia   atos 10:45.O ESPIRITO SANTO e todas as suas obras maravilhosas são um dom,uma dadiva dos céus aos que que crêem.

Atravez dos seculos ,o SENHOR NUNCA DEIXOU DE DERRAMAR O ESPIRITO SANTO SOBRE O SEU POVO,ORA MAIS ,ORA MENOS".Na verdade há fatos históricos que são verdadeiros elos que ligam o movimento pentecostal atual com os anteriores.Esse fenômenos seguem uma linha reta sob a liderança do ESPIRITO SANTO,não sendo obra  humana.jesus disse  em jo 3:8.Assim como o vento ,embora invisível ,é identificado por sua atividade e pelo seu sonido,assim também ó ESPIRITO SANTO é observado pela sua atividade sobre os nascidos de novo e pelo seu efeito sobre eles.Mas por que os historiadores não foram prodígios nos relatos dos avivamentos que se manifestaram no cristianismo a partir do segundo seculo?Emilio apontou algumas razões:Eles foram muitas vezes mal informado a respeito do caráter espiritual desse despertamentos períodos,e deixaram de registrar o que realmente aconteceu ,para informarem  de forma diversa.(notas ,revista.manual do obreiro cpad).

Haviam INTERRESE EM ESCONDER a verdade sobre esses avivamentos,por parte dos que desejavam esmagar manifestações assim,apontadas como fanatismo e heresia .Muitos informaram coisas torpes a respeito .Os detentores dp poder não viam com bosn olhos as manifestações do ESPIRITO SANTO.Pois nelas havia sempre uma repreensão para os maus governadores.Os cléros ,igualmente ,temiam essas manifestações,porque elas falavam de um caminho mais excelente ,condenavam inovações que começavam a entrar na igreja,causticavam sem piedade os que se desviavam ,e os que buscavam de duas funções dentro da igreja"Conde concluiu:"ora ,é claro que diante de tanta pressão ,poucos historiadores se atreviam a contar os fatos tal qual aconteciam:não estavam dispostos a contrariar os poderosos ,publicando coisas palas quais pudessem ser tachados de hereges.Eis porque a historia não registra muitas cenas de avivamentos que ocorreram.

Mas algumas dessas manifestações ficaram registradas aqui e ali,providencialmente ,a fim de sabermos algo a respeito dos avivamentos do ESPIRITO SANTO nos primeiros seculos.Entretanto ,o pouco que encontramos é mais que suficiente para provar que o pentecostes se tem repetido e se está repetido ainda",portanto ,o pentecostes foi o preludio ,o inicio de outros pentecostes que a historia registra.(revista.manual do obreiro 210 cpad).



Nenhum comentário:

Postar um comentário