sexta-feira, 29 de maio de 2015

Lições Bíblicas CPAD 4º Trimestre de 2009 Davi e sua equipe de liderados


                      
               Lições Bíblicas CPAD 4º Trimestre de 2009

Título: Davi - As vitórias e as derrotas de um homem de Deus
Comentarista: José Gonçalves


Lição 5: Davi e sua equipe de liderados
Data: 1º de Novembro de 2009

TEXTO ÁUREO

E ajuntou-se a ele todo homem que se achava em aperto, e todo homem endividado, e todo homem de espírito desgostoso, e ele se fez chefe deles; e eram com ele uns quatrocentos homens (1 Sm 22.2).

VERDADE PRÁTICA

O trabalho em equipe é um princípio básico da liderança eficaz, inclusive na causa do Senhor. Se quisermos ser bem-sucedidos na obra de Deus não devemos esquecer esse princípio.

LEITURA DIÁRIA

Segunda - 1 Sm 16.13
Davi, um líder cheio do Espírito do Senhor


Terça - At 13.22
Davi, um líder segundo o coração de Deus


Quarta - 1 Cr 19.2
Davi, um líder amável e benevolente


Quinta - 1 Sm 26.1-25
Davi, um líder que sabia respeitar e perdoar


Sexta - 1 Sm 17.34-37
Davi, um líder corajoso e responsável


Sábado - Sl 37.7
Davi, um líder que descansava em Deus

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

1 Crônicas 11.10-12,20,22,24,25.

10 - E estes foram os chefes dos heróis que Davi tinha e que o apoiaram fortemente no seu reino, com todo o Israel, para o fazerem rei, conforme a palavra do SENHOR, no tocante a Israel.
11 - E estes foram do número dos heróis que Davi tinha: Jasobeão, hacmonita, o principal dos capitães, o qual, brandindo a sua lança contra trezentos, de uma vez os matou.
12 - E, depois dele, Eleazar, filho de Dodô, o aoíta; ele estava entre os três varões.
20 - E também Abisai, irmão de Joabe, foi chefe de três, o qual, brandindo a sua lança contra trezentos, os feriu; e teve nome entre os três.
22 - Também Benaia, filho de Joiada, filho de um valente varão, grande em obras, de Cabzeel; ele feriu dois fortes leões de Moabe; e também desceu e feriu um leão dentro de uma cova, no tempo da neve.
24 - Estas coisas fez Benaia, filho de Joiada, pelo que teve nome entre aqueles três varões.
25 - Eis que dos trinta foi ele o mais ilustre; contudo, não chegou aos três; e Davi o pôs sobre os da sua guarda.

INTERAÇÃO

Professor, assim como Davi, você também é um líder à frente de sua classe. Por isso, esteja atento a alguns aspectos importantes da liderança de Davi que serão apresentados nesta lição. Todo líder, qualquer que seja a sua área de atuação, corre o risco de desgastar-se no exercício da liderança, quando não sabe delegar responsabilidades. Alguns pensam que podem fazer tudo sozinhos. Puro engano! Todos precisam de cooperadores (Rm 16.3). Você tem seus cooperadores? Sua equipe trabalha em harmonia? Se a sua resposta for afirmativa, você com certeza terá uma liderança bem-sucedida.

OBJETIVOS

Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
·        Compreender que o trabalho em equipe é o princípio básico da liderança eficaz, inclusive na causa do Senhor.
·        Conscientizar-se de que equipes eficientes e fortes são reflexos de uma liderança competente e idônea.
·        Reconhecer que o modelo bíblico de liderança agradável a Deus é aquele centralizado no caráter.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Professor, sugerimos que você reproduza em uma cartolina o diagrama abaixo. Explique aos seus alunos que muitos não valorizam o trabalho em equipe por falta de conhecimento, pois desconhecem a importância e os benefícios deste. Leia o texto bíblico de 1 Coríntios 3.6. Depois, explique que "Paulo só teve o que plantar, porque alguém lhe deu a semente, Apolo só teve o que regar, porque Paulo plantou, e Deus só deu o crescimento porque os dois plantaram". Paulo e Apolo trabalharam em equipe. Trabalhar em equipe é um princípio bíblico que deve ser observado por todos que querem realizar a obra do Senhor.


COMENTÁRIO

introdução

Palavra Chave
Líder: Indivíduo que, devido à sua própria personalidade empreendedora, dirige um grupo social, com a participação espontânea dos seus membros.

Os liderados, à semelhança dos reflexos de um espelho, refletem a qualidade da liderança de seus líderes ou dirigentes. Equipes sadias, eficientes e fortes são reflexos de uma liderança competente e idônea, assim como um corpo saudável reflete a harmonia de seus membros.
Não se pode minimizar a importância do trabalho em equipe, pois desde os primórdios da história bíblica vemos líderes, juntamente com seus liderados, realizando os propósitos de Deus (Êx 18.13-27). Davi demonstra ser um homem de grande capacidade para liderar Israel. Sendo povo de Deus, devemos aprender com ele esses princípios para bem nos conduzirmos na vida e na Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

I. LIDERANÇA BÍBLICA E LIDERANÇA SECULAR

1. Líder, liderança e equipe. Os especialistas no assunto definem o líder natural como alguém que, devido à sua própria personalidade empreendedora, dirige um grupo social, com a participação espontânea dos seus membros. Como bem declarou o Pregador em Eclesiastes 1.9: "nada há novo debaixo do sol". E em relação a Davi, esta verdade não poderia ser mais bem aplicada, pois na liderança de seus homens no deserto de Judá, os mesmos princípios básicos do trabalho em equipe adotados hoje pelos modernos administradores, já eram praticados naqueles tempos pelo segundo rei de Israel.
Davi, o líder escolhido por Deus, mas rejeitado e perseguido no deserto, figura a Cristo, o ungido de Deus, que foi rejeitado e perseguido por seus irmãos "segundo a carne" - os judeus. Davi, quando no deserto, humilhado, rejeitado e perseguido, fez com que um grande grupo de seguidores se achegasse a ele. Os primeiros eram em sua maioria estrangeiros em dificuldades, homens rudes e problemáticos, no entanto, Davi recebeu, acolheu, ensinou e preparou-os. Também se chegaram a Davi muitos de seus irmãos de Israel (1 Sm 22.1-5; 23.13); a princípio, eram 400 homens "em aperto", mas logo o número chegou a 600 (1 Sm 22.2; 25.13).
2. A atualidade da liderança davídica. É evidente que as circunstâncias na qual Davi desenvolveu sua liderança eram muito diferentes da nossa. Todavia, o modelo utilizado por ele em nada fica a desejar se comparado às modernas tendências em liderança da nossa sociedade globalizada. Sem dúvida Davi foi um homem que viveu à frente de seu tempo. Devemos ressaltar que os princípios que regem uma liderança eficaz são ainda os mesmos, quer tenham sido vividos nos primeiros estágios da civilização, quer sejam praticados hoje. Como negar, por exemplo, que Davi tenha sido um homem talentoso, carismático, criativo e com um alto poder de decisão (1 Sm 16.18; 18.14; 23.22; 25.13)?
Por outro lado, lembremo-nos de Jetro, sogro de Moisés (Êx 18.21), cujo modelo de trabalho em equipe é seguido ainda hoje tanto por cristãos como por não-cristãos. Isto porque os princípios de liderança são universais e, portanto, podem ser aplicados a todas as épocas, todos os povos e em todos os lugares. Nesse sentido há, por conseguinte, muita coisa em comum entre a liderança genuinamente bíblica e o atual modelo secular de liderança eficaz, aliás, aquele precedeu a este.

SINOPSE DO TÓPICO (I)

O modelo de liderança utilizado por Davi em nada fica a desejar se comparado às modernas tendências em liderança da nossa sociedade globalizada.

II. A LIDERANÇA FUNDAMENTADA NO CARÁTER CRISTÃO

1. É uma liderança que agrada a Deus. O modelo bíblico de liderança é aquele centralizado no caráter. Elementos do caráter cristão como o temor de Deus, a coragem, a virtude, o altruísmo, a honestidade, etc., são postos em relevo. As técnicas mudam, mas os princípios do caráter não. Uma equipe de trabalho com esses fundamentos será bem-sucedida. A sabedoria é um fator de sucesso na liderança, pois o "temor do SENHOR é o princípio da sabedoria" (Sl 111.10).
O sucesso da admirável liderança de Davi veio dos princípios bíblicos observados por ele. Basta, por exemplo, lermos algumas passagens bíblicas para chegarmos a essa conclusão. Como não nos dobrarmos diante do senso de justiça de Davi quando estipulou a lei da partilha (1 Sm 30.24) ? Somente um homem com uma noção exata de valores aprovados por Deus podia tomar uma atitude assim.
2. Não é uma liderança à parte de Deus. O antecessor de Davi exerceu uma liderança à parte de Deus. Em vez de esperar com "paciência no Senhor" (Sl 40.1), assim como Davi, Saul era demasiadamente precipitado. Na realidade, a liderança de Saul refletia simplesmente o seu caráter (1 Sm 15.1-35), pois ele não conseguia enxergar-se como dependente da direção divina.

SINOPSE DO TÓPICO (II)

O modelo bíblico de liderança é aquele centralizado no caráter. As técnicas mudam, mas os princípios do caráter não.

III. DAVI E SUA EQUIPE

A expressão "Davi e seu homens" aparece por diversas vezes nos livros de Samuel (1 Sm 18.27; 24.2; 25.13; 2 Sm 5.6,21; 15.14; 16.13). Todas estas passagens mostram que tal expressão pode perfeitamente ser lida como "Davi e sua equipe". De fato, Davi possuía mais do que um grupo, ele tinha uma equipe coesa, harmônica, íntegra e submissa.
1. Distinguindo uma equipe de um grupo. Há diferença entre os termos "grupo" e "equipe". Basicamente essa diferença se situa na área das relações interpessoais, no objetivo comum e na própria essência daquilo que seja um grupo ou uma equipe. Só há uma equipe quando existe um devido relacionamento entre seus membros. Isto nos lembra a parábola da "casa dividida", a qual o Mestre se referiu em Mateus 12.25.
A equipe de Davi era unânime, irmanada, vinculada, integrada e ainda contava com heróis individuais, os chamados "valentes de Davi" (2 Sm 23.8). De acordo com a Escritura, nessa equipe bem treinada "o menor valia por cem homens, e o maior, por mil" (1 Cr 12.14 - ARA). Era uma equipe em ação com um objetivo comum, dado por Deus, e não um aglomerado de homens sem um alvo específico na vida. Na autêntica liderança, cada membro da equipe é de alto valor para o seu líder. Em 2 Samuel 23.14-17 e 1 Crônicas 11.16-19, fica evidente que isso era uma realidade na vida de Davi. Nessa ocasião, ele teve sede e desejou beber da boa água da cisterna de Belém, que estava em poder dos inimigos filisteus. Davi, ao saber que os seus homens haviam se arriscado para obtê-la, rejeitou a água e ficou com sede. Isso é que é empatia! Tal atitude só pode vir de quem não trata os membros de sua equipe como máquinas, objetos, mas como gente de carne e osso e, portanto, digna de amor, respeito e apreciação. É uma obrigação cristã reconhecer o valor das pessoas e não tratá-las como objetos descartáveis, a serviço de nossos interesses.
2. A força do exemplo do líder. Liderança se faz com exemplo. Por que o povo de Israel se rendia à liderança de Davi? A Escritura registra: "Porém todo o Israel e Judá amavam Davi, porquanto saía e entrava diante deles" (1 Sm 18.16). Davi liderava pelo seu exemplo vinculado ao amor e ao altruísmo.

SINOPSE DO TÓPICO (III)

A equipe de Davi era unânime, irmanada, vinculada, integrada, contava com heróis individuais e tinha um objetivo comum.

CONCLUSÃO

Sem dúvida Davi foi um líder talentoso, no entanto, muito mais do que talento, Davi amava a Deus e cuidava do seu caráter. Ele, em suas fraquezas, descuidos e tentações, cometeu pecados, como é claramente mostrado nas Escrituras, mas venceu pela sua fé e devoção a Deus. Ele era um servo do Senhor disposto a se retratar, a valorizar o outro e a liderar pelo seu exemplo. Pela providência divina e por seus princípios de liderança fundamentados no caráter íntegro, Davi formou uma equipe de trabalho vitoriosa.

REFLEXÃO

"A excelência da Escola Dominical, só será uma realidade para os alunos quando a equipe que a administra se importar com a contínua melhoria da qualidade dos seus serviços, visando se adequar à gestão da qualidade total (o TQM, na sigla em inglês), dentro da realidade bíblica, ética e cultural". César Moisés Carvalho.

VOCABULÁRIO

Sem ocorrências.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

CARVALHO, C. M. Marketing para a Escola Dominical. 4. ed. RJ: CPAD, 2008.

EXERCÍCIOS

1. De acordo com a lição, defina o líder natural.
R. Alguém que, devido à sua própria personalidade empreendedora, dirige um grupo social.

2. Davi, o rei ungido e perseguido no deserto, pode ser comparado a quem?
R. A Jesus Cristo sendo tentado no deserto.

3. Cite três características da equipe de Davi.
R. Coesa, íntegra e submissa.

4. Como Davi via seus liderados?
R. Como gente de carne e osso e, como tal, digna de amor, respeito e apreciação.

5. Qual a forma de liderança de Davi?
R. Davi liderava pelo exemplo vinculado ao amor, ao altruísmo.

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO

Subsídio Técnico

"Unidade é a Base da Equipe
O corpo docente da sua Escola Dominical é uma equipe? [...] Agem os professores e os demais componentes, de acordo com a vontade do Senhor explicitada em sua oração? São abnegados trabalhadores, que ajudam um ao outro, fazendo com que a Escola Dominical a cada dia cresça? Têm eles o mesmo dinamismo de uma equipe empresarial que despende todo o seu trabalho em prol do sucesso da empresa através da produção e vendas? [...] A linha de raciocínio bíblico fornece uma ampla visão de como formar uma equipe, sendo o primeiro passo, a oração (Lc 6.12,13)".
(CARVALHO, C. M. Marketing para a Escola Dominical. 4. ed. RJ: CPAD, 2009, p.184,191).

APLICAÇÃO PESSOAL

"Transforme sua 'Equipe' em uma Equipe
Quando Jesus pediu em sua oração sacerdotal que os discípulos fossem um (Jo 17.11), quebrou um dos maiores dissidentes fomentadores de disputa nas equipes, não fugindo a essa regra os seus discípulos por quem Ele até orava nesse sentido (Mt 20.24). Não é de admirarmos que sua oração intercessória abrangesse todos os cristãos que surgissem dali para frente: [...] (Jo 17.20-23). Jesus, que é presciente, sabia da máxima que impera na sociedade atual: 'Viver é fácil, difícil é conviver'. O que mais impede uma equipe de funcionar eficazmente e com eficiência é o individualismo e partidarismo".

(CARVALHO, C. M. Marketing para a Escola Dominical. RJ: CPAD, 2009, p.184-5).

Nenhum comentário:

Postar um comentário