sexta-feira, 14 de novembro de 2014

OFICINA PEDAGOGICA

 

         Oficina Pedagógica - Só se aprende a fazer fazendo.      


Recursos materiais da oficina pedagógica

Indicamos a seguir os instrumentos de trabalho que permitem a montagem de uma oficina ideal. Cada igreja deverá, contudo, se adaptar à sua realidade, utilizando sucata quando não for possível recorrer a outro tipo de material.
Bancada, conjunto reunião (cadeiras/ mesa); grampeador comum; grampeador de marceneiro; grampos para grampeador, extrator de grampos, carbono, estilete, giz-de-cera, cola, lápis de cor, tinta guache, cartolinas coloridas, papel camurça, algodão, álcool, papel jornal, papel sulfite, lixa, borracha, lápis, canetas, pincel atômico, papel laminado, compasso escolar, cordão, palitos de madeira para churrasco, palitos de madeira para sorvete, tesouras, durex , fita adesiva, fita crepe, fita isolante, papel alumínio, papel toalha, pilhas elétricas pequenas l,5v, pregos com cabeça 10x10, tesoura, funis, ímãs em barras 93cm, martelo, pincel, serrote, pedaços de madeira, sacos plásticos com fecho hermético (tipo zíper), soquetes para lâmpadas pingo d'água e outros.
Questões pedagógicas e brinquedos
Ao lidar com determinado objeto (uma pedra, uma lata ou outra coisa qualquer), a criança procura, através de sua percepção mais imediata, sondar seus atributos, dando a ele significados que na grande maioria das vezes levam a construir um brinquedo, que conduzirá suas ações e desencadeará uma brincadeira.
Entre o perceber e o objeto, sondar suas propriedades, construir o brinquedo e desenvolver a brincadeira, existe toda uma gama de possibilidades de observar e trabalhar o lidar, o transformar, o interagir, o construir da criança, pois "E pelo que nós nos referimos corriqueiramente como brincadeira, que a criança aprende a conhecer a si própria, as pessoas que a cercam, Deus, as relações entre as pessoas, os papéis que elas assumem. E através das brincadeiras e jogos que ela aprende sobre a natureza, os eventos sociais, a estrutura e a dinâmica interna de seu grupo. E através deles, também, que ela explora as características dos objetos físicos que a rodeiam e chega a compreender seu funcionamento "(Oficinas Pedagógicas - a arte e a magia do fazer na escola, Marly Santos Mutschele, Ed Loyola).
Ao estabelecer um processo de integração, durante o construir e brincar, a criança também percebe o meio onde vive, as relações que aí são estabelecidas e como elas interferem no seu cotidiano. E claro que essas questões passam de forma despercebida na maioria das crianças (principalmente se muito novas), mas tais observações já tem sido objeto de análise e estudos de muitos psicólogos, que procuram encontrar uma certa relação entre as atividades que são desenvolvidas pelas crianças e seus respectivos meios sociais. "O brinquedo é um jogo sério para uma criança, assim como o é para um adolescente, embora, é claro, num sentido diferente da palavra".
"Para uma criança muito pequena, brinquedo sério significa que ela brinca sem separar a situação imaginária da situação^ real. O brinquedo é muito mais a lembrança de alguma coisa que realmente aconteceu do que imaginação. É mais a memória em ação do que uma situação imaginária nova. À medida que o brinquedo se desenvolve, observamos um movimento em direção à realização consciente de seu propósito. É incorreto conceber como uma atividade sem propósito."
Dessa forma, a criança procura constantemente vincular significados a tudo que realiza, optando e selecionando as atividades ao seu redor. Dona de um potencial mental em desenvolvimento, ela procura organizar seu meio com base em questões reais por ela vividas. Dificilmente, em idade pré-escolar e escolar, observamos uma criança brincando aleatoriamente, exclusivamente por prazer (embora reconheçamos essa dimensão na ação da criança, não a percebemos como única, nem tampouco determinante, mas junto a outras variáveis, o prazer torna-se um elemento a mais e não o principal motivador).
Acreditamos na possibilidade de o espaço Oficina Pedagógica vir responder, se não a todas, pelo menos a algumas das perguntas dos educadores no que se refere à aprendizagem ou mais especificamente no como se ensina e como se apreende a realidade levando-se em conta um conjunto de significados que devem ser assimilados e acomodados a estruturas mentais em constante processo de crescimento e interação.
A necessidade de estimularmos nossas crianças a estarem sempre presentes na Escola Dominical ou em outras reuniões em grupo faz com que a Oficina Pedagógica venha ajudar a cada professor a aplicar os ensinos bíblicos de forma criativa e dinâmica para as crianças, onde elas aprenderão realizando.

Trabalhando na oficina

Se houver um lugar em sua igreja onde possa guardar todo o material da oficina, você pode usar seu espaço em sala de aula e, após o ensino da Palavra de Deus fixar a aprendizagem trabalhando na oficina.
Para trabalhar na oficina executando trabalhos, você precisa de critérios tais como:
1) Objetivos gerais
2) Objetivos específicos
3) Materiais didáticos
4) Procedimentos
5) Sugestões didáticas
Modelo de trabalho específico na oficina
1) Objetivos gerais
a) Levar o aluno a demonstrar o que aprendeu sobre a importância da Criação auxiliando o aprendizado secular, nas áreas de comunicação e expressão e educação artística.
b) Fazer com que o aluno se expresse através da escrita.
2) Objetivos específicos
a) Fazer com que o aluno produza textos;
b) Levar o aluno a expressar-se usando o raciocínio lógico.
3) Materiais didáticos
Saquinhos de sanduíche, ou pipoca, cola, tesoura, canetinhas de ponta porosa, papel para decoração (papel camurça, papel espelho e papel laminado), lantejoulas.
4) Procedimento
Desenhar nos saquinhos feições de animais (macaco, coelhinho, gatinho etc) com os papéis de decoração e recortar orelhinhas, narizinhos, boquinhas e demais detalhes para montar os bichinhos, enfeitar com lantejoulas (olhos, nariz, lacinhos etc).
5) Sugestões didáticas
Pensar como foi a construção, montar um teatrinho, possibilitar a expressão verbal, elaborar redações para possibilitar o desenvolvimento da escrita, estimular a criatividade da construção de textos.
fonte escriba digital


Nenhum comentário:

Postar um comentário